Cerca de 2.500 trabalhadores da limpeza pública de Curitiba decidiram, em uma assembleia na manhã desta terça-feira (14), que vão paralisar os serviços de coleta de lixo, varrição e roçada da cidade nesta quarta-feira (15). A ação acontece em protesto contra a reforma trabalhista e da Previdência apresentas pelo governo federal e teve adesão de diversas categorias. Na assembleia, os trabalhadores também aceitaram a contraproposta de reajuste salarial apresentada pela empresa Cavo.

De acordo com Manassés Oliveira, presidente do Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação de Curitiba (Siemaco), as duas negociações são importantes para a classe e foram analisadas criteriosamente. “Na questão do reajuste, nossa data-base é 1º de março, então estávamos negociando desde janeiro para fechar nosso acordo acima da inflação com ganho real para nossos trabalhadores”, disse.

A primeira proposta da empresa apresentada no dia 8 de março não foi aceita pelos funcionários, que prometeram greve caso não fossem ouvidos. “A Cavo, então, manteve 6% de aumento nos salários, subiu para 9,5% os tíquetes e ainda retirou o acordo de compensação que dava fim às horas extras. O acordo foi aceito pelos trabalhadores e hoje os serviços acontecerão normalmente pela cidade”, informou.

Juntos na paralisação

No entanto, a classe confirmou sua participação na paralisação geral contra a reforma trabalhista e da Previdência. “Como nosso trabalho é insalubre e penoso, temos um projeto aprovado de aposentadoria com 25 anos de trabalho, o que será perdido com essa nova reforma. Por isso, vamos realizar manifestações em frente às nossas empresas para lutar pelos nossos direitos, enquanto nossa central sindical estará na Assembleia Legislativa”, adiantou o presidente.

Trabalhadores de limpeza de Curitiba decidiram aprovar a proposta da categoria. Mesmo assim eles vão parar nesta quarta-feira. Foto: Aniele Nascimento.
Trabalhadores de limpeza de Curitiba decidiram aprovar a proposta da categoria. Mesmo assim eles vão parar nesta quarta-feira. Foto: Aniele Nascimento.

Não coloque lixo na rua amanhã!

A Prefeitura pede que a população não deixe o lixo disposto para a coleta nesta quarta-feira (15), já que os trabalhadores desta categoria vão aderir à paralisação amanhã.

Em bairros onde a coleta acontece nas segundas, quartas e sextas-feiras, a orientação é para que o lixo seja colocado para fora das casas apenas na sexta-feira. Onde acontece diariamente, pode ser colocado na quinta-feira, normalmente.