Manifestantes começaram a chegar por volta das 10h na Boca Maldita, no Centro de Curitiba, nesta sexta-feira 30 de junho. O ato, que reúne centrais sindicais da grande Curitiba, pretende reforçar os protestos contra as reformas e reforçar o pedido das categorias pelas ‘diretas já’.

Veja o vídeo:

Mais cedo, petroleiros e terceirizados bloquearam, por cerca de duas horas, um trecho da Rodovia do Xisto, na região da Repar, em Araucária. A ação também é parte dos protestos marcados para esta sexta-feira.

Braços Cruzados

Os metalúrgicos das empresas Ranault, Brafer, Volvo, CNH e Whb seguem de braços cruzados desde as primeiras horas desta manhã. Eles fazem passeadas e chegaram a bloquear por alguns minutos a marginal da Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), mas o local foi liberado em seguida.

Outras categorias paralisam as atividades hoje, tais como os bancários e os professores estaduais. Trabalhadores da limpeza fizeram um ato, mas não seguirão de braços cruzados. Agências bancárias no Centro de Curitiba estão apenas com os caixas eletrônicos funcionando. Segundo levantamento do sindicato, 48 agências estão fechadas.

Ônibus

Quem precisou do transporte coletivo em Curitiba não enfrentou problemas na manhã desta sexta-feira (30). Pelo menos logo cedo, os horários eram cumpridos normalmente. Segundo o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc), a categoria não aderiu ao movimento.