A pista da marginal direita da Linha Verde Norte, no sentido Atuba, foi liberada para o trânsito de veículos nesta segunda-feira (2). A liberação envolve cerca de 400 metros, entre a Rua Santa Madalena Sofia Barat e a estação-tubo Fagundes Varela, no sentido ao Atuba.

+Viu essa? Pelo segundo dia, Barigui tem “fila do bem” para vacinação contra covid-19. Curitiba tem mais 20 locais

Com a pavimentação finalizada sobre a trincheira da Rua Fúlvio Alice, no Bairro Alto, o trânsito de veículos volta a ser feito pela pista da marginal da Linha Verde, que é a via principal para os carros. Antes, em razão da obra, os veículos estavam sendo desviados para a via local, que tem duas faixas de circulação e dá acesso ao bairro, às residências e ao comércio da região. 

+Tudo sobre as obras na Linha Verde

Com esta liberação, os carros passam a circular pelas três faixas da via marginal, que é o traçado definitivo da Linha Verde Norte. As novas faixas de circulação vão melhorar o fluxo de veículos na região e diminuir os congestionamentos.

LEIA TAMBÉM:

Curitiba tem 800 vagas de trabalho com carteira assinada neste começo de mês

BRF investe R$ 18 milhões pra modernizar fábrica de margarina em Paranaguá

Saldo de empregos formais no primeiro semestre é o melhor em dez anos no Paraná

Trecho entregue

No mês de julho, a prefeitura de Curitiba concluiu o lote 3.1 da Linha Verde Norte. Com as obras prontas teve início o funcionamento das estações-tubo Vila Olímpica e Fagundes Varela, com o transporte coletivo circulando pela canaleta central da Linha Verde. 

O trecho entregue de obras compreende 2,46 quilômetros, entre o viaduto da Avenida Victor Ferreira do Amaral até as proximidades do Hospital Vita.