O técnico do time Umuarama Futsal, Nei Vítor, estava no tombamento do ônibus que levava a delegação da equipe para uma partida em Jaraguá do Sul, em Santa Catarina. O veículo se envolveu em uma colisão na BR-376, em Tijucas do Sul, e duas pessoas perderam a vida. O trecho ficou por horas interditado para atendimento às vítimas, encaminhadas para hospitais de Garuva e Joinville, Santa Catarina.

>>> Vídeo mostra momento do acidente com o ônibus de Umuarama

O treinador viajava nos primeiros bancos do ônibus, os mais atingidos conforme a foto acima, e percebeu o desespero dos dois motoristas que eram responsáveis pela viagem. “O ônibus estava normal, como sempre esteve nas outras vezes. Eu estava acordado e os motoristas gritavam que o ônibus estava sem freio, que estava faltando ar. Aumentou a velocidade na descida da Serra e se fazia ultrapassagens. Eu procurei me proteger e pedir o mesmo aos atletas. Faltou 100 metros para chegar na área de escape”, lamentou o técnico em entrevista ao Meio-Dia Paraná da RPC desta quinta-feira. Um vídeo flagrado instantes antes do acidente mostra o exato momento em que o ônibus tombou.

Após o tombamento, Nei Vítor saiu do ônibus por um buraco que foi aberto com o impacto. Com corte na cabeça e algumas escoriações no braço e perna, o treinador ajudou o restante da delegação a deixar o veículo. “Foi questão de segundos, pois não dá para fazer nada. Uma sensação de incapacidade. Depois do acidente, tirei alguns atletas, e a população também ajudou”, relatou o treinador do Umuarama Futsal.

Situação das vítimas

De acordo com Nei Vítor, as informações dão conta que os outros integrantes da delegação não correm mais risco de morte. “Estou com mais dez pessoas aqui na UPA de Garuva, nada grave. Outros sete estão em hospitais de Joinville, com algumas fraturas, mas nada tão grave. Não sei como vai ser o futuro do Umuarama Futsal, mas peço a Deus que proteja a todos”, completou o treinador.