Um tremor de terra, acompanhado de um estrondo, assustou moradores de Rio Branco do Sul, região metropolitana de Curitiba, na madrugada desta quarta-feira (13). O abalo foi tão forte que chegou a ser registrado pelo Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP). O terremoto, segundo o Centro de Sismologia, chegou a 2,5 na Escala Richter – que mede a magnitude dos terremotos.

“Nesse caso ainda não é possível determinar a causa. Como foi um terremoto de baixa profundidade, é possível que tenha uma causa antrópica, uma causa gerada pelo homem”, revelou Renato Lima, professor da Universidade Federal do Paraná, em entrevista para o jornal Boa Noite Paraná.

Esta não é a primeira vez que a terra treme em Rio Branco do Sul. Entre 2015 e 2019, oito ocorrências foram confirmadas pelo Centro de Sismologia da USP. A maioria delas aconteceu em 2019.

Tremor aconteceu também em abril 2019, mesma intensidade, mesmo horário

No dia 23 de abril de 2019, os moradores de Rio Branco do Sul sentiram o mesmo tremor, na mesma intensidade, praticamente no mesmo horário, por volta das 4h30 da madrugada. Na época, o técnico em sismologia José Roberto Barbosa, da USP, disse que a atividade foi algo singular. “Quando ocorrem esses tremores de terra, eles veem sozinhos. É uma ocorrência com relação a movimentação das placas tectônicas, que cria uma tensão em algumas regiões, resultando nesses pequenos tremores.

Pantanal

Juma atira nos pés de Jove

Loterias

Veja o resultado das loterias desta terça-feira!

Inverno Chegou

Veja como será o primeiro dia de inverno em Curitiba

Além da Ilusão

Lorenzo declara seu amor por Letícia