Três bandidos que assaltaram uma cabo aposentada da Polícia Militar (PM) no bairro Capão da Imbuia, em Curitiba, se envolveram num confronto com a PM de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). A ação, que aconteceu por volta das 21h desta quinta-feira (4), acabou com dois dos suspeitos mortos e teve até rodovia interditada.

A cabo da PM contou que dois bandidos a abordaram, um deles lhe apontou a arma para a cabeça a obrigando a deixar o carro, um Nissan Versa. Logo que ela saiu, os assaltantes entraram no carro e fugiram levando também o armamento dela, um revólver calibre 38 que estava dentro do veículo.

Uma equipe do Batalhão de Polícia de Guarda (BPGd), que estava já encerrando o período de trabalho, ouviu no rádio da PM que os bandidos estariam na rodovia João Leopoldo Jacomel, entre Pinhais e Piraquara, e foi atrás. Os policiais encontraram com o veículo próximo a entrada da Vila Macedo.

Depois de confirmarem que o Versa era realmente o carro roubado, os policiais tentaram abordar os ocupantes, que fugiram e foram seguidos. Ao passarem por baixo do viaduto do Contorno Leste, atiraram contra a equipe e houve um primeiro confronto.

Mesmo com o tiroteio, o trio conseguiu fugir e foi seguido até a esquina da rodovia com a Estrada das Laranjeiras, onde o motorista tentou fazer uma manobra para retornar a Pinhais e colidiu contra um poste. Os policiais novamente tentaram abordar os jovens, mas o motorista e o passageiro do banco de trás reagiram e acabaram mortos neste segundo confronto.

Com a dupla, os policiais apreenderam um revólver calibre 32 e uma pistola. Foto: Colaboração/Michael Martins.
Com a dupla, os policiais apreenderam um revólver calibre 32 e uma pistola. Foto: Colaboração/Michael Martins.

Nesta segunda troca de tiros, a rodovia precisou ser bloqueada para evitar que algum motorista fosse atingido, já que o fluxo de veículos era intenso no momento do tiroteio. O rapaz de 22 anos que estava no banco do passageiro da frente, Lucas da Costa Silva Rocha, tentou fugir correndo, mas foi rendido e algemado.

Os socorristas do Siate chegaram a ser acionados, mas nada puderam fazer para salvar os dois assaltantes que trocaram tiros. Com a dupla, os policiais apreenderam um revólver calibre 32 e uma pistola. Os dois não foram identificados oficialmente, mas o rapaz preso contou que o motorista era conhecido como “Japa”, e disse que o nome do passageiro era Mateus. Um deles levou seis tiros e o outro quatro.

Aos policiais, o jovem preso teria dito que os dois que morreram que tinham efetivamente assaltado a policial militar, versão que foi colocada em dúvida quando a própria cabo da PM fez o reconhecimento do trio. A policial disse que “Japa” e Lucas, o rapaz preso, que teriam a abordado. Segundo a cabo, “Japa” que teria apontado a arma para a cabeça dela e mandado que descesse do carro.

O veículo recuperado, as duas armas apreendidas e o jovem preso foram encaminhados à Delegacia de Piraquara. Conforme a PM, o revólver da policial não foi encontrado.