O motorista de uma Fiorino que fazia o transporte de medicamentos foi abordado por dois bandidos na manhã dessa terça-feira (13), no bairro Bigorrilho. Ele foi amarrado e levado refém em um Palio, com três outros marginais.

Uma testemunha repassou a placa do veículo à Polícia Militar. Houve perseguição e o Palio foi alcançado em Campo Magro. Três suspeitos foram detidos. A Fiorino também foi recuperada, mas os outros dois rapazes conseguiram fugir e fizeram o transbordo da carga, avaliada em cerca de R$ 50 mil.

O motorista da Fiorino, de 43 anos, contou que fez a entrega de medicamentos na Rua Carlos de Carvalho, por volta das 10h30, e, quando voltava ao veículo foi abordado por dois bandidos. “Veio um de cada lado. Primeiro pediram uma informação, depois disseram que era um assalto e me mandaram abaixar a cabeça e não olhar para eles”, disse. O homem foi amarrado e colocado no banco de trás do Palio. Durante todo o percurso, ele não pôde levantar a cabeça.

Segundo a vítima, foram cerca de 40 minutos nas mãos dos marginais. “Eu só rezei o tempo todo. Eles perguntaram se eu tinha família e disseram que eu poderia ficar tranquilo, porque eles só queriam a minha carga e iam devolver a Fiorino”, relatou.

De acordo com policiais do 20o Batalhão da Polícia Militar, o Palio foi parado na Estrada do Cerne, em Campo Magro. Quando os policiais faziam a prisão dos três suspeitos, o celular de um deles tocou e a dupla que estava na Fiorino avisou que estava próximo à fábrica da Volvo. O veículo foi recuperado, mas os marginais não foram encontrados.

Foram detidos Jonatan Roberto da Silva Bodziack, 20 anos, Luiz Henrique Barz, 21, e Fernando Gonçalves Dias, 18. Eles foram encaminhados à Delegacia de Almirante Tamandaré. O trio alega que não tem nada a ver com o roubo do medicamento e que sequestraram o motorista a mando de uma pessoa, a fim de pagar uma dívida de drogas.