Quem ainda tem bloquinhos ou folhas do EstaR ganhou um tempo a mais para trocá-los por créditos virtuais. Desde março está valendo o EstaR Eletrônico, em que as vagas regulamentadas de Curitiba funcionam apenas por aplicativos. O prazo para a troca dos cartões seria até quarta-feira (6). Mas, por causa da pandemia de covid-19, a troca foi prorrogada até 10 de julho.

“Estamos vivendo um período de pandemia, temos que dar mais tempo para que as pessoas se organizem e façam a substituição”, explica o presidente da Urbs, empresa municipal responsável pelo transporte público em Curitiba.

SAIBA MAIS – EstaR Eletrônico passa a funcionar nesta segunda, em Curitiba: saiba tudo a tecnologia

Os bloquinhos e folhas podem ser trocados na Urbs na rodoviária ou nos postos nas ruas da Cidadania Carmo, Pinheirinho, Cajuru, Boa Vista, Fazendinha, Santa Felicidade, Tatuquara, Bairro Novo e Matriz. Porém, é preciso agendar horário de atendimento no site da Urbs por causa da pandemia, para evitar aglomerações.O atendimento presencial é feito na sequência, das 11h às 17h.

Troca

A troca é gratuita e feita com a Urbs inserindo no aplicativo de preferência do usuário créditos no valor correspondente às folhas de EstaR. Veja como baixar um dos aplicativos e como estacionar com o EstaR Eletrônico.

O EstaR eletrônico conta com nove aplicativos homologados, dos quais sete estão ativos: Meu EstaR, Faz Digital Curitiba, El Parking, Zul EstaR Digital, EstaR Digital Zazul, Transitabile e Estacionamento Digital. Eles podem ser baixados nas plataformas Android e iOS.
De acordo com balanço dos aplicativos, já foram feitos 600 mil downloads desde a implantação do novo sistema. Foram realizadas 475.618 ativações para uso. Dessas, 154.629 fizeram o encerramento da utilização, ou seja, pagaram apenas pelo tempo que utilizaram.

VIU ESSA? – Aglomerações em bares de Curitiba escancaram descaso com a covid-19. Veja vídeo!

O usuário pode escolher e fazer o download de um ou mais aplicativos, de acordo com sua preferência. Além disso, são 160 pontos comerciais e de serviços habilitados também a vender créditos para quem não tem o celular disponível. São restaurantes, papelarias, farmácias, padarias e cafeterias, dentre outros. A lista pode ser conferida no site www.urbs.curitiba.pr.gov.br. Este número deve crescer com a retomada do comércio, após a pandemia.

Nas ruas onde não há pontos comerciais, está prevista a instalação de totens para a venda de créditos. Curitiba conta com 12.088 vagas tarifadas de estacionamento.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?