O usuário de drogas Vanderlei dos Santos Batista, 42 anos, conhecido como “Índio”, perdeu tudo o que tinha; filhos, esposa, casa e a dignidade. Por último, perdeu a vida, na noite de ontem, em Colombo, assassinado a tiros. O crime ocorreu por volta das 20h,na Rua Euclides Bandeira, quase esquina com a Rua Domingos Jorge Velho, no Jardim Guarani.

O cabo Corandin, do 17.º Batalhão da Polícia Militar, apurou que “Índio” morava de favor na casa em construção na esquina do crime, em troca de cuidar da obra. No início da noite, a vizinhança notou quando dois homens começaram a rondar a construção.

Mas ninguém deu muita bola, nem observou como eram os dois desconhecidos. Passado algum tempo, os vizinhos ouviram seis tiros e encontraram “Índio” caído na rua e os dois suspeitos já longe. A vítima levou três tiros no rosto e três no peito, provavelmente de revólver.

Drogas

Valdir Amorim, morador do bairro, sempre dava comida a “Índio”. Chegou até a dar uma casinha pra ele morar, mas o homem vendeu e trocou tudo por entorpecentes.

 Justamente por causa do vício, o usuário foi deixado pela esposa e pelos filhos, que moram na Lapa. Desde então, passou a viver como mendigo. Para Valdir, a morte de “Índio” certamente foi por causa de alguma dívida de drogas com traficantes.