Com a pandemia de novo coronavírus, a imunização contra a gripe se tornou ainda mais importante. No entanto, a baixa adesão da população em Curitiba preocupou especialistas e a campanha de vacinação foi ampliada a partir desta segunda-feira (17), para todos os idosos com 60 anos ou mais, aos professores. A imunização contra a gripe segue também para crianças entre 6 meses e menores de seis anos, gestantes e puérperas (mães que tiveram bebê até 45dias).

++Vacina da Gripe em Curitiba: Onde ser vacinado?

Em 2021, devido à covid-19, a vacinação contra a gripe foi alterada em relação aos anos anteriores. Isso ocorreu pela mudança na ordem de imunização pela pandemia, ou seja, começou com os mais jovens e terminará com os idosos. Em Curitiba, do dia 12 de abril até 10 de maio, foi cumprida apenas 31% da meta de vacinação de crianças (total de 25.1040), 31% de grávidas (4.957 gestantes) e 41% de puérperas (1.086 mulheres). Entre os profissionais de saúde a quantidade foi ainda menor, somente 16% da meta cumprida até aqui, com 8.791 vacinados. Já na terceira idade, a vacinação começou na semana passada.

Vale reforçar que as unidades de saúde que estão fazendo vacinação anticovid não fazem vacinação contra a gripe. “Essa é mais uma medida de segurança no nosso protocolo para evitar que qualquer chance de erro e troca de vacina no momento da aplicação”, explicou a secretária municipal da Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak.

A vacinação será realizada nas unidades básicas e nas unidades de multivacinação (ver locais), das 8h às 17h.