Acontece, neste sábado (19), o Dia D da primeira fase da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo 2019. Em Curitiba, 12 unidades de saúde estarão abertas das 8h às 17h para a vacinação do público-alvo prioritário desta etapa: crianças de 6 meses a menores de 5 anos.

As unidades de saúde em questão são: Bairro Novo (Rua Paulo Rio Branco de Macedo, 791, Sítio Cercado); Sambaqui (Rua Roberto Dala Barba, 44, Sítio Cercado); Barreirinha (Rua Santa Gemma Galgani, 353, Barreirinha); Bairro Alto (Rua Jornalista Alceu Chichorro, 314, Bairro Alto); Vila Hauer (Rua Waldemar Kost, 650, Hauer); Cajuru (Rua Pedro Bochino, 750, Vila Oficinas); Oswaldo Cruz (Rua Pedro Gusso, 3749, CIC); Ouvidor Pardinho (Rua 24 de Maio, s/nº, Praça Ouvidor Pardinho); Fanny Lindoia (Rua Condes dos Arcos, 295, Lindoia); Vila Guaíra (Rua São Paulo, s/nº, Vila Guaíra); Campina do Siqueira (Rua Gal. Mario Tourinho, 1684, Campina do Siqueira); Moradias da Ordem (Rua Jovenilson Américo de Oliveira, 240, Tatuquara).

+Leia também: Adolescente pega o carro da mãe e causa grave acidente em Curitiba

Campanha “seletiva”

De acordo com a estratégia adotada pelo Ministério da Saúde, a campanha é “seletiva”, ou seja, a vacinação é direcionada àqueles que fazem parte do público-alvo e que não tenham sido vacinados anteriormente ou que não estejam com a situação vacinal em dia, conforme o calendário nacional de vacinação.

Este calendário prevê que crianças devem ter duas doses da vacina contra o sarampo, feitas após um ano de idade. Além disso, desde o dia 22 de agosto, o Ministério da Saúde também recomendou uma dose extra para bebês entre 6 a 11 meses. Essa dose promove imunidade temporária, sendo necessário, após um ano, realizar as vacinas previstas no calendário de rotina da criança.

+Leia também: Leitor de 104 anos festeja o aniversário de 63 anos da Tribuna do Paraná!

Cobertura no município

De acordo com o diretor do Centro de Epidemiologia da Secretaria Municipal da Saúde, Alcides Oliveira, nesta primeira etapa da campanha o foco maior do município é a vacinação dos bebês de 6 a 11 meses, uma vez que a recomendação de vacina para crianças nesta faixa etária é recente pelo Ministério da Saúde. Por outro lado, a cobertura para as crianças maiores já é bastante alta em Curitiba.

Para as crianças de 1 ano de idade a cobertura é de 101,7% em relação à primeira dose e de 93,6% em relação à segunda dose, segundo dados coletados até o final de setembro. Nos dez anos anteriores, a cobertura ficou entre 93% e 100,4%.

Além do dia D que acontece neste sábado, os pais ainda poderão imunizar os filhos até 25 de outubro, de segunda a sexta-feira, em 110 unidades de saúde do município.

+Leia também: Na semana em que se comemora seu dia, professora ganha prêmio do Nota Curitibana

Vacinação

De acordo com a prefeitura, Até 14 de outubro deste ano, foram aplicadas em Curitiba 166.176 doses de vacina contra o sarampo – 68% a mais que em todo ano de 2018 e 2,5 vezes a mais que as doses realizadas em 2017.

A vacina é contraindicada para menores de 6 meses, gestantes, pacientes imunodeprimidos ou com histórico de reação alérgica grave, após dose prévia ou após contato com as substâncias que compõem a vacina. Recomenda-se também um intervalo de 30 dias após a vacina para as mulheres que desejam engravidar.

+Leia também: Mega Sena 2198 paga mais de R$ 34 milhões; Confira o resultado!

Segunda etapa

Na segunda etapa da campanha, de 18 a 30 de novembro, o público-alvo será jovens adultos entre 20 a 29 anos. De acordo com o calendário de vacinação do Ministério da Saúde, adolescentes e adultos de até 29 anos devem ter duas doses da vacina contra o sarampo, feitas após um ano de idade. Adultos de 30 a 49 anos devem ter pelo menos uma dose, feita após um ano de idade.

Mais uma rua de bairro de Curitiba ganha sentido único nesta sexta-feira