A chance de ver a neve ou a mais certeira chuva congelada em Curitiba diminuiu com o passar da segunda-feira (28) e o afastamento da frente fria que passa pelo Paraná. Embora a meteorologia confirme que algumas cidades do Sudoeste do estado tenham registrado os dois fenômenos, junto com temperaturas negativas, as mínimas próximas dos 5º C na capital não foram suficientes para congelar os pingos da garoa que tomou conta do dia. Nesta terça-feira (29), mesmo com a previsão de mínimas de -1º C em Curitiba, não há chance de neve e nem de chuva congelada. O que predomina é uma massa de ar seco e polar que afasta a umidade. E sem umidade não tem neve.

De acordo com o Simepar, o resfriamento foi intenso em várias áreas do Paraná nesta segunda-feira. As temperaturas máximas não passaram dos 10º C em muitas cidades, com destaque para o Sudoeste e Sul, com máximas à tarde inferiores aos 5º C. “Inclusive com relatos e observações de vídeos que chegaram para nós de chuva congelada, na divisa com Santa Catarina”, apontou o meteorologista Lizandro Jacóbsen, do Simepar. 

LEIA TAMBÉM:

>> Vento e maré alta deixam o mar agitado e imagens assustam no Paraná

>> Neve no Paraná? Previsão aponta temperatura negativa em Curitiba

Outro meteorologista, Fábio Luengo, da Somar Meteorologia, disse que foi possível observar alguns pequenos flocos de neve com a chuva congelada que caiu em Clevelândia, no Sudoeste. Por lá, a mínima marcada nos termômetros chegou bem próximo de 0º C.

Ainda de acordo com a meteorologia, o sistema frontal da frente fria deve seguir atuando nesta terça-feira, mas o avanço gradativo da massa de ar polar já afasta a umidade e a chance de chuva. Com isso, não há mais risco de chuva congelada, mas na quarta-feira (30) há chance de geada até na região Norte do Paraná. “A massa de ar polar se estabelece sobre o Sul do país. Entre quarta e quinta-feira (1º), são esperados os dias mais gelados aqui no estado, inclusive com temperaturas negativas em vários municípios, geadas amplas, com forte intensidade, até mesmo no setor norte”, afirma Jacóbsen.

Em Curitiba, a terça-feira deve se apresentar com temperaturas entre 2º C e 10º C, podendo ir a -1º C. Já na quarta, conforme o Simepar, as marcações na capital devem variar entre 1º C e 13º C, podendo também chegar a menos de 0º C na madrugada.

Nevou em Curitiba em 2020?

Na noite de 21 de agosto de 2020, uma sexta-feira, depois de muita incerteza e discussão, a neve finalmente foi confirmada em Curitiba. A informação veio pelo Simepar em seu perfil nas redes sociais e apontou que o fenômeno ocorreu no bairro Tatuquara, em frente à Ceasa. Em outras regiões, como nos bairros Uberaba e Jardim das Américas, o Simepar apontou que foi chuva congelada.

Como mostrou a Tribuna, a neve caiu um pouco depois das 21h e durou poucos minutos. Não houve acúmulo de neve e a temperatura chegou perto dos 4°C em Curitiba e região metropolitana. Foi a terceira vez na história do fenômeno na capital paranaense – 1975 e 2013, a neve também se fez presente por por aqui, com diferentes intensidades. 

Polêmica na semana

Durante a semana daquele agosto, muito se falou se a neve iria realmente cair em Curitiba. O primeiro aviso ocorreu no dia 17, quando a empresa MetSul Meteorologia apontou a chegada de uma massa de ar frio potencialmente histórica.

Com o passar dos dias, foi percebido que isto poderia realmente ocorrer, mas que dificilmente atingiria a capital, pois a temperatura não ficaria tão baixa e a chuva seria mais intensa. Para a neve ser formada, a precipitação não poderia ser forte.

Na manhã daquela sexta-feira, flocos de neve com chuva congelada foram visualizados no Morro do Araçatuba, em Tijucas do Sul, região metropolitana de Curitiba. O registro foi confirmado pela Somar Meteorologia.