A estação mais quente e esperada do ano, o verão começa na madrugada deste domingo (22), mais precisamente à 1h19 da madrugada. Nas praias do Paraná, a Operação Verão começa já neste sábado (21), com reforço nos efetivos das polícias Militar, Civil e do Corpo de Bombeiros, em especial os guarda-vidas.

A previsão em Curitiba e no restante do Paraná é de que o verão não fuja do normal, com chuvas dentro da média histórica e temperaturas ligeiramente acima das registradas anos anteriores. O verão termina dia 20 de março.

LEIA+ Temporada de praia começa neste sábado (21): fique esperto para não cair no golpe do aluguel

A média histórica no Paraná em janeiro, fevereiro e março é de mínima de 16,2°C e máxima de 25,7°, o que deve se repetir neste verão.

O meteorologista Filipe Pungirum, do Climatempo, explica que já em janeiro a previsão é de chuvas bem próximas à média climatológica. Mas em fevereiro e março, o verão deve dar uma trégua na água, com chuvas abaixo da média históric. “Isso não pode ser traduzido em ausência total de precipitação. Faz calor e as temperaturas ficam dentro ou ligeiramente acima da média climatológica”, ressalta o meteorologista.

Portanto, enfatiza Pungirum, não dá para descartar a possibilidade de temporais tanto em Curitiba, como no litoral. “Em Curitiba a atmosfera estará bem suscetível ao desenvolvimento de nuvens vigorosas de chuva, por causa da disponibilidade de calor e de umidade”, alerta o meteorologista.

LEIA+ Antiga fábrica do Café Damasco vai virar hospital beneficente em Curitiba

Paraná

No Paraná, explica Pungirum, o verão terá temperaturas mais altas e chuvas com menor regularidade que a média histórica. “No interior do estado, por exemplo, esta situação se intensifica”, disse.

Sobre as temperaturas, o Simepar ressaltou que é comum as frentes ficarem estacionadas por alguns dias no Oceano Atlântico, próximas ao litoral do Paraná. O que colabora para a manutenção de nuvens baixas das praias até a Grande Curitiba, refletindo nas temperaturas máximas.

Verão no litoral do Paraná

Assim como em Curitiba, no litoral paraense a tendência é de pancadas de chuva, preferencialmente nos fins de tarde até o fim de 2019, principalmente até o natal. Em janeiro, chuva dentro da normal histórica. A partir de fevereiro e março, chuvas abaixo da média.

Sem El Niño e Lã Niña

Segundo o Simepar, seguem a neutralidade de fenômenos de grande escala, como o El Niño e Lã Niña, que não devem influenciar no clima do Paraná. O Simepar aponta que a maior probabilidade para o trimestre do verão é da manutenção da neutralidade climática, perto dos 70%. Dessa forma, o verão de 2019 – 2020 deve se apresentar típico.