Curitiba poderá ter uma faixa exclusiva para a parada de motocicletas, entre a faixa de pedestres e os veículos, caso a proposta do vereador Cacá Pereira (PSDC) seja aprovada na Câmara de Curitiba. Segundo o parlamentar, a chamada “moto faixa exclusiva” deverá ser identificada por sinalização horizontal, com pintura visível de uma motocicleta.

Para ele, a medida trará mais “fluidez” ao trânsito e garantirá mais segurança aos motociclistas, já que terão “exclusividade de largada nos sinaleiros”, o que diminuiria os conflitos entre os condutores de veículos e das motos.

“Acreditamos que a proposta vai diminuir o número de acidentes envolvendo motos, ciclistas e pedestres nos cruzamentos e, ao mesmo tempo, disciplina o trânsito. A ideia tomou por base medida semelhante já adotada em Barcelona, Espanha, e em alguns municípios de São Paulo, onde índices mostram a redução significativa dos acidentes envolvendo motocicletas, depois da implantação da sinalização especia”, justifica.

Segundo o projeto, o espaço adicional para as motos deve ficar entre a faixa e o limite para os carros, devendo medir entre 2,5 m a 3 m. Caso aprovada e sancionada a lei, caberá ao Executivo a regulamentação, entrando em vigor a partir de sua publicação.

Reapresentação do projeto

Esta mesma proposição já tramitou na legislatura passada, quando foi apresentada pelo vereador Chico do Uberaba, mas foi arquivada pela Comissão de Legislação. Já o projeto de Pereira foi apresentado no dia 1º de fevereiro e atualmente está em análise também pela Comissão de Legislação. Depois de passar pelas comissões, o projeto segue para o plenário e, se aprovado, para sanção do prefeito para virar lei.