O vereador Tico Kuzma (Pros) foi eleito por unanimidade, neste sábado (2), para comandar a Câmara Municipal de Curitiba pelo biênio 2021/2022. O que prometia ser uma das disputas mais acirradas em toda a história da Casa, acabou ocorrendo de forma tranquila e foi concluída em menos de 1h hora. O nome de Kuzma, que está em seu quinto mandato como vereador, foi emplacado como alternativa pelo principal bloco da Casa e aprovado pelo demais vereadores. O ex-presidente da Câmara, Sabino Picolo (DEM), acabou ficando de fora da disputa.

LEIA MAIS – Emocionado, Greca toma posse e promete vacina, “não pouparei esforços”

Os parlamentares formaram três blocos para as eleições, o maior deles foi composto por Solidariedade, Novo, PT, Pode, PSL, PV, MDB, PP, Republicanos, PTB, DC e Pros e reuniu 21 parlamentares, tendo como líder o vereador Mauro Bobato (Pode). Pier Petruzziello (PTB) e Maria Leticia (PV) foram indicados para a primeira e a segunda vice-lideranças.

LEIA TAMBÉM – 18 novos vereadores e 20 reeleitos tomam posse na Câmara Municipal de Curitiba

Os outros dois blocos reuniram seis vereadores cada. PDT, PSB, PMB e Patriota ficaram sob a liderança do vereador Tito Zeglin (PDT). Já o bloco composto por PSD, Cidadania e PSC foi liderado pelo Professor Euler (PSD). A maior bancada da Câmara Municipal de Curitiba, formada pela DEM e composta por cinco parlamentares, não aderiu a nenhum dos blocos. O líder do partido na Câmara é do ex-presidente da Casa, vereador Sabino Picolo.

Discurso de vereador motiva abstenções

Durante seu voto para a escolha da 2º secretária da Casa, o vereador Denian Couto (Podemos) afirmou que, apesar de ser historicamente contra o PT, votaria na Professora Josete (PT) como 2º Secretária da Câmara para unificar as bancadas. “No distante seja conhecida a minha posição ideológica contrária ao Partido dos Trabalhadores, entendo que nesse momento é necessária uma composição plural para o comando desse legislativo. Dessa forma, eu voto sim professora Josete.”, disse. Após o discurso, outros dois vereadores – Eder Borges e Ezequias Barros – se abstiveram, causando certo desconforto em uma eleição que prosseguia de forma pacífica até então. “Mantenho minha posição de dizer não ao PT. Me abstenho”, afirmou Borges. No final, a vereadora do PT acabou sendo eleita com 36 votos, a única decisão não unânime.

VIU ESSA? Aglomeração no Litoral termina após a chegada da PM e o disparo de balas de borracha; Assista!

Além do presidente, foram eleitos outros seis componentes da Mesa Diretora da Câmara, além do corregedor e vice-corregedor da Câmara. A votação foi coordenada pela vereadora mais votada, Indiara Barbosa (Novo), conforme estipula o Regimento Interno.

Veja a composição da nova gestão da Câmara para o biênio 2021/2022.

Presidente: Tico Kuzma (Pros)

1º Vice-presidente: Alexandre Leprevost (Solidariedade)

2º Vice-presidente: Tito Zeglin (PDT)

1º Secretário: Flávia Francischini (PSL)

2º Secretário: Professora Josete (PT)

3º Secretário: Professor Euler (PSD)

4º Secretário: Mauro Ignácio (DEM)

Corregedor: Amália Tortato (Novo)

Vice-corregedor: Osias Moraes (Republicanos)