A Polícia Civil divulgou o laudo do Instituto de Criminalística sobre o acidente em que uma viatura da Polícia Militar atropelou e matou quatro mulheres na Linha Verde, no último dia 31 de julho. Segundo o documento, a viatura transitava a 138 km/h no momento do acidente, sem a sirene ligada e não atendia a qualquer ocorrência.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Vinicius Augustus de Carvalho, o inquérito deve ser concluído até o final desta semana, e os policiais devem ser indiciados por homicídio com dolo eventual, no caso do motorista, e por falso testemunho, no caso do passageiro da viatura.

“Os dois laudos, tanto o visual quanto o de módulo, constataram que o veiculo estava a 138 km/h, quando se chocou com o meio fio foi pra 89 km/h e quando invadiu e atropelou estava a 74 km/h, parando só quando bateu em outro veículo que estava em sentido contrario”, destacou o delegado.

Os dois laudos, tanto o visual quanto o de módulo, constataram que o veiculo estava a 138 km/h, disse o delegado Vinícius Algustus de Carvalho. Foto: Marco Charneski/Tribuna do Paraná.
Os dois laudos, tanto o visual quanto o de módulo, constataram que o veiculo estava a 138 km/h, disse o delegado Vinícius Augustus de Carvalho. Foto: Marco Charneski/Tribuna do Paraná.

Além do excesso de velocidade, não havia justificativa para que a viatura estivesse trafegando naquelas condições, de acordo com Carvalho. “A principio, pelo que colhemos, não tem justificativa para o excesso de velocidade”, apontou.

Em nota, a Polícia Militar informa que o agente que conduzia a viatura no incidente foi retirado de suas funções normais, prestando serviços administrativos, e o passageiro está completamente afastado da PM. A corporação ainda destaca que não emite ‘juízo de valor’ sobre as conclusões do inquérito e que não compactua com desvios de conduta de seus integrantes.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Viatura da PM perde o controle, atropela e mata quatro pessoas em tragédia na Linha Verde