Investigadores do 5.º Distrito Policial (Bacacheri) encontraram mais um revólver calibre 38 na casa de Sebastião Marcondes Carneiro, 59 anos. O homem foi preso em flagrante na terça-feira à noite e confessou ter atirado no vizinho, Valdir Rodrigues Alencar, 43, na Rua Germano Beckert, Bairro Alto. O disparo acertou a perna da vítima, que morreu em poucos minutos de hemorragia.

Segundo o delegado Geraldo Celezinski, a segunda arma confirma o depoimento de uma testemunha, que disse ter visto Sebastião com a roupa ensanguentada e as duas armas na cintura. Os dois revólveres foram encaminhados à exame de balística.

Valdir foi morto seis meses depois de seu filho ser assassinado pelo filho mais velho de Sebastião, naquele mesmo local. Desde então, a animosidade entre as duas famílias piorou. Por volta das 19h de terça-feira, Valdir e Sebastião discutiram de novo. Sebastião foi em casa, pegou um revólver calibre 38, e atirou em Valdir. Uma equipe do 20.º Batalhão da Polícia Militar foi chamada e, segundo o sargento Bidi, Sebastião foi encontrado escondido embaixo da cama.

Antigo

O delegado Rubens Recalcatti, titular da Delegacia de Homicídios, explicou no local que a briga entre as famílias existe há bastante tempo. “Em junho do ano passado, Valdir Rodrigues Alencar Júnior, 19 anos, foi assassinado, e o autor do crime era o filho mais velho de Sebastião, que responde pelo homicídio. Depois dessa desgraça nas duas famílias, eles viviam se ameaçando”.