Morador do Tatuquara, Mario Kochmanski Junior, de 32 anos, saiu para trabalhar na manhã de segunda-feira (13) e não deu mais notícias. Sua família, desesperada para saber onde ele está, registrou um boletim de ocorrência nesta terça-feira (14) e aguarda por informações dele.

LEIA TAMBÉM:

>> Letreiro de academia da Polícia Militar é destruído por carro desgovernado

>> Petrobras diz que vai reduzir preço da gasolina para distribuidores nesta quarta

A irmã de Mario, a autônoma Eliana Alvez Correia, de 42 anos, viu Mario pela última vez no domingo à noite. “Ele levantou segunda de manhã para trabalhar e postou que estava no Guadalupe. Quando foi lá por 13 horas, o trabalho dele entrou em contato comigo. Disseram que tinham ligado para ele e que ele estava no ônibus”, explica Eliana. No aplicativo WhatsApp, Mario entrou pela última vez às 10h30 da manhã de segunda-feira.

Mario começou a trabalhar recentemente numa empresa de São José dos Pinhais e fazia diariamente o trajeto do Tatuquara até São José de ônibus, passando pelo terminal do Guadalupe, no Centro de Curitiba. A família pede ajuda para localizar o rapaz.

Pantanal

Zuleica não aceita morar na fazenda com os filhos

Além da Ilusão

Davi expulsa Iolanda de casa

Novidades da Netflix

Filmes e séries que chegam à Netflix nesta semana

Estreia da semana

5 curiosidades sobre “O Telefone Preto”