Daiane dos Santos não conseguiu confirmar o favoritismo e terminou em 7º lugar no Campeonato Mundial de Ginástica Artística, em Melbourne, na Austrália. A ginasta brasileira defendia o título de campeã, mas caiu em sua apresentação na final do solo, na madrugada deste domingo, e viu a norte-americana Alicia Sacramone sair com a medalha de ouro.

Assim, o Brasil encerra o Mundial apenas com uma medalha. Foi o inédito ouro de Diego Hypólito no solo, conquistado no sábado. Fora isso, os melhores resultados brasileiros foram: Daiane, em 7º no solo, Daniele Hypólito, em 9º no individual geral, e Mosiah Rodrigues, em 23º também no individual geral.

Campeã mundial em 2003, no Mundial de Anaheim, Daiane era a favorita agora na Austrália. Mesmo porque, tinha conseguido a melhor nota na fase de classificação, na quarta-feira. Mas, neste domingo, ela caiu logo no primeiro salto de sua apresentação, ainda ao som do "Brasileirinho" – estréia a coreografia nova, com a música "País Tropical", só no ano que vem. E terminou com nota 8,837.

Enquanto isso, Alicia Sacramone conquistou o ouro com nota 9,612, seguida pela também norte-americana Anastasia Liukin (9,425) e pela holandesa Suzanne Harmes (9,212).

"Eu pulei muito alto e não consegui dar a volta a tempo", lamentou Daiane, ao comentar o erro que a deixou em 7º lugar no Mundial da Austrália.

Na Olimpíada de Atenas, em 2004, ela também era favorita ao ouro e falhou na final, terminando na 5ª colocação. Apesar disso, Daiane dos Santos pode ser considerada a maior ginasta brasileira da história, pelos grandes resultados que já teve na carreira, como o próprio título mundial em 2003.