O primeiro debate deste ano entre os candidatos à Presidência da República, agendado para a próxima segunda-feira, às 22 horas, na TV Bandeirantes, terá como principal novidade o tempo maior para as respostas. Segundo destacou a emissora nesta sexta-feira (11), serão 2 minutos para os candidatos responderem às perguntas, contra 1 minuto e meio do modelo anterior.

A TV Bandeirantes convidou seis candidatos: o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT); o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB); a senadora Heloisa Helena (PSOL-AL); o senador Cristovam Buarque (PDT-DF), José Maria Eymael (PSDC) e Luciano Bivar (PSL). A emissora não confirmou a presença dos candidatos, mas destacou que há grande expectativa da participação de todos eles, pois os representantes de todos os partidos envolvidos estiveram presentes nas negociações sobre as regras do debate.

Segundo a Bandeirantes, a idéia de ampliação do tempo de resposta para 2 minutos, foi inclusive, uma sugestão do presidente do PT, Ricardo Berzoini, justamente do partido do presidente Lula, que desperta a maior dúvida quanto à participação no evento. Outra novidade deste ano foi o tempo destinado a réplicas e tréplicas, que também foi alterado, passando de 45 segundos para 1 minuto.

A Bandeirantes informou que o debate entre os presidenciáveis será mediado pelo jornalista Ricardo Boechat e terá cinco blocos. No primeiro, os candidatos responderão a uma mesma pergunta de 30 segundos elaborada pela produção, sendo que a resposta será definida por ordem de sorteio feito na hora

No segundo e terceiro blocos, candidato perguntará para candidato por ordem de sorteio. Todos serão questionados e todos terão direito a fazer perguntas.

No quarto bloco, os jornalistas Franklin Martins, José Paulo de Andrade e Joelmir Beting farão perguntas aos presidenciáveis. Neste caso, o jornalista questionará um determinado candidato e escolherá outro para comentar a resposta. Também todos serão indagados e todos farão comentário.

No quinto e último bloco, o debate terminará com a consideração final de cada candidato. Segundo a Bandeirantes, para esta parte valerá a ordem invertida do primeiro bloco, com 2 minutos para cada presidenciável.