O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou hoje decreto concedendo um canal de televisão à Fundação Social de Comunicação, Cultura e Trabalho, composta principalmente por entidades sindicais. O decreto foi assinado na solenidade de abertura do 16º Congresso Continental da Confederação Internacional de Organizações Sindicais Livres, que reúne em Brasília sindicalistas do continente americano e da Europa.

Lula disse que o canal é uma reivindicação antiga dos sindicalistas. Ele disse que, em 1986, quando era deputado constituinte, acompanhou o então presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho, para apresentar o pedido de uma emissora dos operários para o então ministro das Comunicações, Antonio Carlos Magalhães.

A emissora terá caráter educativo e programação transmitida para todo o ABC Paulista. "Queremos afirmar aos trabalhadores que a democratização dos meios de comunicação é um instrumento muito grande de fortalecimento da democracia no Brasil e em qualquer lugar do mundo", afirmou o presidente.

Segundo o presidente, a nova emissora deverá gerar novos pedidos de concessão por parte dos movimentos sindicais e a intenção do governo é atendê-los. Mas Lula destacou que esse processo será cuidadoso para evitar que a concessão seja vendida, "como eventualmente acontece no Brasil".