Brasília – A Secretaria Nacional da Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, enviou alerta de chuva forte às defesas civis dos Estados de Alagoas, Sergipe, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Amazonas, Amapá, Roraima e Pará.

Nesta segunda-feira (30), áreas de instabilidade vindas do oceano dão origem a nuvens carregadas e profundas que provocarão pancadas de chuva em Sergipe e Alagoas. Alerta-se que, em alguns momentos, a chuva poderá ser de forte intensidade e acompanhadas de descargas elétricas no litoral e nas regiões leste dos dois Estados.

Entre hoje e terça-feira, a chuva atingirá, ainda, os Estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco. Durante esse período, há risco de chuva forte, acompanhada de descargas elétricas, no norte, leste e litoral do Ceará; no litoral e Zona da Mata de Pernambuco e no leste e litoral da Paraíba. Alerta-se que hoje, em alguns momentos, a chuva poderá ser de forte intensidade  e acompanhadas de descargas elétricas em todas as regiões do Rio Grande do Norte. Nesta terça-feira (01), o alerta de chuva intensa é válido para o leste, litoral e norte do Estado.

Na região Norte, hoje e amanhã, áreas de instabilidade tropicais formam nuvens carregadas que provocarão pancadas de chuva no Amazonas, Amapá, Pará e Roraima. Alerta-se que, em alguns momentos, a chuva poderá ser forte e acompanhadas de descargas elétricas no norte do Amazonas; no litoral do Amapá e no norte e litoral do Pará 

A Sedec recomenda orientar a população para evitar áreas de alagamentos e para o risco de deslizamentos de encostas, morros e barreiras. Além disso, evitarem trafegar em ruas sujeitas a alagamentos localizados, e também lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios e ventos fortes.

Com a divulgação de alertas, a Sedec pretende evitar a perda de vidas, danos ao patrimônio e ao meio ambiente e incentivar a adoção de medidas preventivas pela população, governos estaduais e municipais. Os alertas preventivos são baseados em informações do Centro Nacional de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec) e do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).