Curitiba (AE) – O corpo do paranaense Rafael Kawakami, de 19 anos, que morreu no dia 13, após ser atropelado em Hikone, na região central do Japão, deve ser sepultado na tarde desta sexta-feira, em Maringá, no norte do Paraná. A previsão é de que o corpo chegue hoje à noite para ser velado em um templo Seicho-no-iê. Ele e outros seis brasileiros voltavam de Nagóia para Oumi, onde moravam, quando pararam para ver um acidente. Um caminhão desgovernado os atropelou. Todos morreram.

Rafael havia viajado com a mãe e o padrasto em 28 de abril para trabalhar no Japão. A mãe, Lilian, voltou em setembro mas ele ficou após empregar-se em uma fábrica de autopeças. De acordo com seu pai, Maurício, que mora em Maringá, a intenção inicial de Rafael era ficar um ano fora do Brasil, mas, em razão das amizades que já tinha conseguido, havia ampliado o prazo para três anos.