Foto por: Lluis Gene

O técnico da Espanha, Vicente del Bosque, afirmou neste sábado que a posse de bola será a chave para vencer a Holanda na final da Copa do Mundo, neste domingo, já que as duas equipes são muito equilibradas.

“Tenho confiança nos meus jogadores e o importante é controlar a bola”, disse Del Bosque, na entrevista coletiva prévia à final de domingo, no estádio Soccer City de Johannesburgo.

Espanha e Holanda “são duas seleções que têm jogadores de boa qualidade, muito parecidas e com o mesmo estilo. Não há quase diferença e no campo vamos decidir quem é melhor”, respondeu o técnico espanhol sobre as declarações do ex-craque holandês Johan Cruyff, para quem a “Fúria” é melhor que a “Laranja”.

Del Bosque, que teve um esquema mais prudente na semifinal contra a Alemanha, se disse convencido de que a Holanda seguirá jogando o futebol vertical (objetivo) e vistoso que apresentou desde o início desta Copa.

“Não acredito que a Holanda vá mudar seu modo de jogar. Eles têm um estilo bem definido, não penso em uma mudança de roteiro”, disse Del Bosque.

“Cada uma das equipes que chegou à final tem seu esquema e não haverá mudança em razão do adversário”, insistiu o técnico espanhol.

“Não acredito que vão esperar e fazer um jogo prudente. Não garanto nada, mas são muito verticais (objetivos)”.

Del Bosque também negou qualquer plano especial para segurar Wesley Sneijder, artilheiro desta Copa, ao lado do espanhol David Villa, ambos com cinco gols.

“Não (há plano), todos os times têm este jogador entre as linhas que é difícil de marcar, mas temos gente no meio que está acostumada com este tipo de jogador”, revelou Del Bosque, que está “tranquilo” para a final.