A delegada responsável pelo Núcleo da Criança e do Adolescente (Nucria), Ana Cláudia Machado, pediu na tarde desta sexta-feira o mandado de prisão temporária de Antônio Beato dos Santos, 41 anos. O homem é suspeito de ter abusado de uma menina de um ano e quatro meses, em uma casa em Rio Branco do Sul, região metropolitana de Curitiba, na tarde de terça-feira. O bebê morreu na madrugada de quarta-feira.

Segundo a delegada, a mãe, de 15 anos, e o bebê vieram de Castro e estavam hospedados na casa de uma amiga. A mãe do bebê depôs novamente, nesta sexta-feira, e informou que Antônio também habitava na residência.

?Ela nos contou que este homem também estaria hospedado na casa?, disse Ana Cláudia. Os depoimentos da adolescente e de outros moradores foram tomados mediante uso de um aparelho que detecta variações de voz, para verificar se há falseamento da verdade. Segundo a delegada, o método indicou contradições, exceto no depoimento da mãe da criança.

Há suspeita que Antônio tenha chegado em casa após o trabalho, na tarde de terça-feira e, após o banho, ido até o quarto onde a criança dormia. O abuso, de acordo com a polícia, teria ocorrido quando Antônio chegou ao quarto do bebê para se vestir, já que suas roupas estariam no mesmo cômodo. Após o depoimento de Antônio, ele foi encaminhado a um posto de saúde, acompanhado por policiais.

?Ele passou mal após o depoimento e teve que ser encaminhado para um posto de saúde. Pedi a prisão temporária dele?, afirmou a delegada. Será avaliado se o acusado sofre de problemas mentais.

O bebê faleceu na madrugada de quarta-feira, no Hospital Pequeno Príncipe (HIPP). A menina teria apresentado uma crise respiratória, em casa, quando foi encaminhada para o hospital em Rio Branco do Sul, que encaminhou a criança para o HIPP. A criança apresentava lesões na região anal, o que levantou suspeitas do abuso. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal, que deve emitir laudo sobre a necropsia nos próximos dias.
A