O secretário de Estado da Segurança Pública do Paraná, José Tavares, e o Ministério Público estadual inauguraram ontem, em Curitiba, o Núcleo de Orientação e Atendimento a Dependentes Químicos (Noad). O núcleo é uma unidade de apoio à Central de Execução de Penas Alternativas (Cepa) e ao Patronato Penitenciário, que prestará atendimento a réus envolvidos com álcool e outras drogas, assim como às suas famílias.
Segundo a coordenadora do núcleo, psicóloga Cléia Oliveira Cunha, o projeto é inédito no País e atenderá ?condenados pela Justiça a cumprimento de penas alternativas, egressos de prisões que estiverem saindo em liberdade condicional e réus beneficiados com a suspensão condicional do processo, ou seja, beneficiados por medidas alternativas?.

Os trabalhos do núcleo devem ser iniciados no começo de novembro. Serão prestados atendimentos psicológico e de assistência social. A nova entidade contará com o apoio de voluntários, universidades, organizações não-governamentais e grupos de auto-ajuda, entre eles Alateen, Alcoólicos Anônimos, Alanon e Amor Exigente.