O depoimento da diretora financeira da agência de publicidade SMP&B, Simone Vasconcelos, foi cancelado. Ela seria ouvida hoje à tarde pela Polícia Federal em Belo Horizonte. A assessoria de imprensa da PF informou que o cancelamento do depoimento foi feito a pedido dos advogados de Simone. Um novo dia foi acertado, mas, não divulgado, já que o inquérito corre em segredo de justiça.

A Polícia Federal considera o depoimento de Simone o mais importante, já que ela é uma das maiores sacadoras das contas da SMP&B, empresa de Marcos Valério, acusado de ser o operador do suposto esquema.

Os depoimentos da funcionária da SMP&B Geiza Dias e do policial civil David Rodrigues Alves também foram cancelados. Geiza Dias é funcionária do departamento financeiro da SMP&B e seria uma das responsáveis pelos saques no Banco Rural. O nome do policial civil David Alves aparece na lista dos sacadores.

Na quarta-feira, Simone Vasconcelos deverá depor na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios.