Rio – O sub-relator da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios, deputado Onyx Lorenzoni (PFL/RS), disse não ter dúvidas de que o relatório do deputado Osmar Serraglio (PMDB/PR) no fim dos trabalhos da Comissão será "equilibrado, adequado e responsável, acima de tudo com o Brasil e muito acima das questões partidárias". A mesma avaliação foi feita pelo deputado José Eduardo Cardozo (PT-SP), sub-relator de Contartos da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios, na terça-feira.

Em entrevista ao programa Notícias da Manhã, da Rádio Nacional, Onyx Lorenzoni afirmou que Serraglio tem demonstrado ao longo dos trabalhos da CPI, não apenas equilíbrio, nos seus atos, como também sobriedade e "extrema seriedade" ao relacionar nos relatórios parciais tudo o que a Comissão desenvolveu em termos de investigação e apuração.

Para ele, os integrantes da CPMI formaram um grupo que embora saiba da existência da disputa partidária, atua pensando no país. "Acima disso está o Brasil. Não é possível, o país ter enfrentado o que enfrentou, nós não termos condição de apresentar um relatório forte consistente que faça a elucidação e a indicação das pessoas que vão responder, quer como corruptos, quer como corruptores, porque a corrupção é sempre uma atitude casada, tem os dois lados, mas também vamos apresentar propostas que vão mudar o Brasil", avaliou.