Gustavo Fruet estava na
sigla desde 1991.

O deputado federal Gustavo Fruet anunciou hoje sua desfiliação do PMDB, partido ao qual esteve ligado desde o seu ingresso na política. Embora tenha convites de várias legendas, o deputado não irá se filiar de imediato a outro partido. Nos próximos dias, Fruet anuncia sua posição em relação à disputa eleitoral em Curitiba.

A saída de Fruet do PMDB é resultado de um processo longo, que culminou na convenção municipal de junho, quando o partido decidiu apoiar o candidato a prefeito do PT. Pré-candidato a prefeito, Fruet vinha defendendo a candidatura própria do PMDB como requisito para o fortalecimento e a própria sobrevivência do partido. O deputado também denunciou a utilização de métodos viciados no processo que conduziu à opção pela coligação. Dois dias após a convenção, Fruet anunciou seu afastamento da liderança política do governador Roberto Requião.

A decisão de desligar-se do PMDB durante o período pré-eleitoral decorre do entendimento de que, na política, é preciso sempre tomar posição, respeitando os princípios éticos, e também da necessidade de evitar violação à lei eleitoral (leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná).