O relator da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios, deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), pretende conversar com a esposa do empresário Marcos Valério, Renilda Maria Santiago Fernandes de Souza, antes do seu depoimento marcado para as 10h de amanhã (26). O objetivo, segundo ele, é saber se ela estaria disposta a revelar fatos que justifiquem a realização de uma sessão secreta.

Caso ela confirme essa hipótese, caberá ao plenário decidir se mantém o depoimento aberto, ou seja, com a presença de jornalistas e televisionado, ou se o torna secreto.

A proposta de se fazer um sessão secreta partiu do deputado Eduardo Paes (PSDB-RJ). Entretanto, ele disse que a providência só se justificaria caso Renilda estivesse disposta a ajudar nas investigações. "Todos temos que pensar na produtividade dos depoimentos. Se ela pretende dar informações necessárias à Comissão, que se faça (a sessão secreta)", disse o parlamentar.