Os deputados João Alfredo (Psol-CE) e Luiz Eduardo Greenhalgh (PT-SP) chegaram há pouco ao Complexo Penitenciário da Papuda. Eles integram uma comitiva da Comissão de Direitos Humanos e Minorias que faz uma visita ao presídio para investigar denúncias de maus-tratos supostamente cometidos contra manifestantes do Movimento de Libertação dos Sem-Terra (MLST) que invadiram a Câmara no dia 6 de junho.

Estão na Papuda 42 sem-terra acusados de crimes comuns, como lesão corporal, formação de quadrilha, corrupção de menores e danos ao patrimônio público. Os presos reclamam de desrespeito às necessidades básicas. Dizem que não estão recebendo remédios, além de sofrerem outras privações.