Pela primeira vez neste ano, a taxa de desemprego na região metropolitana de São Paulo atingiu variação negativa: caiu 4,8% em maio, comparada à de abril. É a maior queda já registrada neste período desde 1986, quando houve redução de 6%.

Os dados são da pesquisa Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) e Departamento Intersindical de Estatítstica e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Revelam que o número de desempregados passou de 2,044 milhões para 1,960 milhão, o que corresponde a 19,7% da População Economicamente Ativa (PEA).

A pesquisa informa ainda que foram criadas 157 mil vagas, a maioria delas na indústria, onde foram contratadas 54 mil pessoas. O setor de serviços ampliou o número de empregos em 51 mil e o comércio, em 42 mil. Nos demais segmentos, a expansão foi de 10 mil ocupações, principalmente na construção civil.