A Secretaria da Saúde vai apoiar diversos eventos para conscientizar a população no Dia Nacional de Combate ao Fumo nesta segunda-feira (29). O tema deste ano aborda o Tabagismo Passivo, cuja mensagem objetiva alcançar a população com informações relacionadas ao tabagismo passivo e exposição ocupacional, em especial entre trabalhadores de shoppings, bares e restaurantes.

A poluição decorrente da fumaça dos derivados do tabaco em ambientes fechados é denominada de poluição tabagística ambiental (PTA), e a inalação dessa fumaça por não-fumantes em ambientes fechados é conhecido por tabagismo passivo.

O secretário da Saúde, Cláudio Xavier, alerta a população para o cumprimento da Lei 9294/96, pois a fumaça inalada em grande quantidade também provoca câncer, doenças cardiovasculares e respiratórias.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a PTA é a terceira maior causa de mortes evitáveis no mundo, subseqüente ao tabagismo ativo e ao consumo excessivo do álcool. Pesquisa recente realizada na Inglaterra mostra que morrem três vezes mais trabalhadores vítimas do tabagismo passivo do que devido a acidentes de trabalho.

Trabalhadores que exercem suas funções em bares, restaurantes e similares que ainda não contam com regulamentações em relação ao fumo se expõem à fumaça em sua jornada de trabalho correspondente a terem fumado de quatro a dez cigarros por dia. A simples divisão entre fumantes e não-fumantes em um mesmo espaço fechado com ventilação central não protege os não-fumantes, e é necessário que haja uma divisão de espaço físico total entre fumantes e não fumantes.

O Programa Estadual de Controle ao Tabagismo existe desde 1979 e desenvolve ações sistematizadas e contínuas em escolas, empresas, unidades de saúde, além de treinar profissionais das Secretarias Municipais da Saúde para realizarem na Rede SUS tratamento para quem quer deixar de fumar. ?Atualmente este atendimento está sendo oferecido à população em postos existentes em Curitiba, Ponta Grossa, Palmeira, Maringá, Cianorte, Londrina, Almirante Tamandaré e Quatro Barras, mas até o final do ano pretendemos chegar aos 50 postos em todo o Estado?, explica Iludia Rosalinski, educadora em saúde do Programa do Controle do Tabagismo da Secretaria Estadual da Saúde.

Em Curitiba, a Secretaria da Saúde, por intermédio dos Programas de Controle do Tabagismo e Qualidade de Vida, promove nesta segunda-feira (29) uma caminhada que sairá às 9h15 da Secretaria até o Teatro Paiol, onde serão entregues panfletos e bottons sobre os malefícios do cigarro para as pessoas que passarem por aquele local. Também foi lançada a campanha interna ?Troque seu maço de cigarro por alimento?, que serão doados para a Casa dos Pobres São João Batista, que fica ao lado do prédio da Secretaria.

Em Maringá, acontecerá a II Meia Maratona de Revezamento ? Volta de Maringá Pare de Fumar Correndo, além do I Seminário sobre Prevenção e Controle do Tabagismo, no Teatro Calil Haddad, com entrada franca.

Em Londrina acontecerá o III Fórum Regional de Tabaco, álcool e outras substâncias psicoativas, além de eventos no calçadão e na Universidade Estadual de Londrina. Iludia Rosalinski lembra que todas as Regionais Saúde do Estado também realizam atividades para comemorar este dia.

Mais informações para quem quer deixar de fumar podem ser obtidas nas unidades de tratamento ao fumante. Em Curitiba os postos estão localizados na Unidade de Saúde da Praça Ouvidor Pardinho (pelos telefones: 33212747/33222748), no Hospital Cajuru (3271 2702/ 3271 3041) e no Hospital Bom Retiro (3352 3011).

O Dia Nacional de Combate ao Fumo, comemorado há 19 anos, é uma iniciativa do Ministério da Saúde em parceria com as Secretarias de Saúde, com o objetivo de reduzir a mortalidade causada pelo tabagismo em nosso país.