Uma pesquisa de produtos de Páscoa (bombons, colombas, ovos e barras de chocolate), realizada pelo Procon, entre os dias 3 e 4 de março, encontrou diferença de preço que chega a 100 % no Ovo Galak, n.° 15 (240 gramas), da Nestlé, que pode ser encontrado a partir de R$ 12,90 a R$ 25,90. "O objetivo da pesquisa", explica o coordenador Algaci Túlio, "é orientar o consumidor quanto aos preços praticados para os produtos desta época. É importante ressaltar que os valores estão sujeitos a alterações".

O levantamento foi realizado em 102 itens das marcas Garoto, Visconti, Kinder, Ferrero Rocher, Lacta, Nestlé e Bauducco, em 9 supermercados de Curitiba. Os dados mostram também que na cobertura de chocolate branco, 500g, da Garoto, a diferença chega a 95%, custando de R$ 8,87 a R$ 17,31. Outra variação significativa, superior a 81%, está no Ovo Trakinas Super Carinhas, n.º 20 (330g), da Lacta, com preços entre R$ 15,90 e R$ 28,90. A menor variação, 7%, foi encontrada no bombom Ferrero Rocher, caixa três unidades, de R$ 2,25 a R$ 2,41.

A pesquisa de preços pode ser obtida na sede do Procon, na Alameda Cabral, 184, no centro, em Curitiba, bem como acessada pela internet, no endereço www.pr.gov.br/proconpr.

Dicas

A orientação é planejar as compras para não extrapolar o orçamento doméstico. É recomendável que o consumidor liste os produtos que deseja adquirir e pesquise preços, procurando as melhores ofertas. Devem ser conferidas todas as informações dos materiais de divulgação.

É importante verificar se os ovos de chocolate não estão danificados e observar as especificações na embalagem como composição, datas de fabricação, prazo de validade e peso, bem como o local onde estão expostos ou armazenados.

O cuidado deve ser redobrado ao adquirir ovos de chocolate caseiros, que também devem apresentar as informações na etiqueta, identificando, inclusive, o fabricante. Atenção para o prazo de validade pois, por serem caseiros e sem conservantes em sua composição, têm um período de validade menor e seu consumo deve ser rápido.

Também é preciso ter cautela, não só em relação às compras, mas quanto ao consumo, principalmente com as crianças, em razão do grande consumo de chocolate. Além disso, existem alguns ovos que oferecem brinquedos ou brindes que as crianças podem levar à boca e é preciso ficar atento à etiqueta do Inmetro e à faixa etária a que se destinam.