Manoel Antônio de Oliveira
Franco, presidente da OAB-PR
.

A ordem dos Advogados do Brasil (OAB) promove entre hoje e terça-feira a III Conferência Estadual dos Advogados. O evento, que vai reunir profissionais de todo o Brasil, acontece no Estação Embratel Convention Center, em Curitiba, a partir das 19h de hoje. O tema proposto para o ciclo de palestras é o papel do advogado na reforma do Poder Judiciário.

Nesta esteira do tema, na abertura das discussões o conferencista é o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, que falará sobre a importância da reforma no Judiciário. A abertura do encontro fica a cargo do presidente da OAB-PR, Manoel Antônio de Oliveira Franco e o encerramento dos trabalhos será feito pelo presidente nacional da OAB, Roberto Antônio Busato.

O evento em Curitiba faz parte de uma série de conferências preliminares que estão acontecendo em todo o País visando o encontro nacional da OAB, que acontece no dia 25 de setembro, em Florianópolis.

"O diferencial do nosso evento é que estamos no olho do furacão, em meio à crise política que assola Brasília", diz o presidente da OAB-PR. A coincidência de datas poderá fazer do encontro em Curitiba um marco na história da advocacia paranaense. A expectativa da organização aponta para a presença de aproximadamente 800 advogados e no comando das conferências há nomes de expressão nacional do Direito. Na noite de amanhã, por exemplo, os participantes poderão acompanhar a conferência do professor Miguel Reale Júnior, que já foi ministro da Justiça. O tema de sua exposição será "Os paradoxos do Estado democrático de Direito" e a tendência forte é que o debate acabe convergindo para uma discussão em torno da necessidade de reforma da Justiça Eleitoral, dadas as denúncias graves envolvendo a classe política em Brasília. "As turbulências políticas atuais chamam para o debate em torno do assunto. Estamos cientes de que não haverá como fugir do tema", acrescenta Oliveira Franco.

A conferência comandada pelo experiente professor Fábio Konder Comparato, que na juventude foi um dos principais entusiastas do PT, também promete um debate acalorado refletido na política, já que o tema é a "Defesa da cidadania na democracia". Ele entra em cena às 18h de terça-feira, para fechar com chave de ouro o ciclo de conferências.

Agenda

A abertura com a presença do ministro da Justiça será hoje à noite, os debates começam amanhã, às 9h e duram o dia todo, se estendendo também por toda a terça-feira. Paralelas às conferências, acontecem as tribunas livres, que permitiram aos advogados previamente inscritos o lançamento de temas para debates complementares e livres.