A diretora financeira da agência de publicidade SMP&B Simone Vasconcelos depõe há quase quatro horas na Polícia Federal em Brasília. A procuradora da República no Distrito Federal Raquel Branquinho acompanhou parte do depoimento e disse que Simone sustenta as declarações dadas por Marcos Valério e afirma que o dinheiro entregue por ela eram empréstimos.

"Ela corroborou a versão de Marcos Valério de que ela pagava a quem o Delubio [Soares, tesoureiro licenciado do PT] indicava. Ela trouxe uma relação de pessoas, escrita a mão, a quem pagou e está especificando uma a uma", disse Branquinho.

A procuradora afirma ainda que Simone indicou a agência do Banco Rural e hotéis em Brasília como locais da entrega dos valores referentes aos empréstimos. Segundo Raquel Branquinho, a diretora financeira disse que foi responsável por parte dos empréstimos.

Considerando o total que Marcos Valério afirma ter emprestado ao PT, Simone diz que outras parcelas do pagamento eram feitas por diretores das agências SMP&B e DNA.

"Os faxes e autorizações são documentos bancários. O depoimento da Simone vem materializando esses depoimentos", comentou a procuradora.