A Diretoria de Trânsito da Urbs (Diretran) tem um setor especialmente voltado para a educação e a cidadania no trânsito, que organiza ações especiais em escolas, universidades, empresas, unidades de saúde, clubes e associações, com palestras, treinamentos práticos e até teatro de fantoches.

O Núcleo de Educação e Cidadania (NEC) foi criado em 1997, como parte das medidas de municipalização do trânsito recomendadas pelo Código de Trânsito Brasileiro. O núcleo reúne 14 técnicos, agentes educadores e especialistas em gestão do trânsito que planejam e executam as ações.

Desde o começo do ano foram realizadas 1,6 mil ações que envolveram um público de 80 mil pessoas. Algumas atividades acontecem diariamente, como palestras em escolas, para conscientização das crianças sobre os cuidados necessários nas ruas e calçadas da cidade. Empresas com frota própria também são visitadas com freqüência para a orientação dos motoristas profissionais sobre responsabilidade e segurança no trânsito.

Durante a semana passada, foram realizadas palestras na fábrica da Spaipa, indústria curitibana da Coca-Cola, para os motoristas de caminhão que distribuem o produto na cidade.

A equipe do NEC usa muita criatividade para transmitir as lições. Um bom exemplo é o teatro de fantoches "Turma do Zequinha", que faz grande sucesso nas escolas e foi criado por uma dupla de agentes de trânsito. Udelson Bueno e Sílvia Lemes criaram os personagens, os roteiros e até as músicas que ensinam as crianças a ter um bom comportamento no trânsito.

O talento artístico dos agentes foi descoberto enquanto ainda trabalhavam no serviço de Estacionamento Regulamentado (EstaR). Eles fizeram uma primeira versão do teatro de fantoches para uma gincana da semana de prevenção de acidentes de trabalho da URBS. O resultado foi tão bom que acabaram convidados pela chefe do NEC, Maura Moro Barbosa, para atuar junto ao público infantil. "As crianças são nossos grandes aliados para modificar o comportamento dos pais e para formar motoristas mais responsáveis no futuro", afirma ela.

Por isso as crianças estão no centro de uma das ações mais importantes desenvolvidas pelo NEC: a Operação Escola. O trabalho é feito nas 169 unidades municipais de ensino por guardas municipais do "Pelotão Escolar". Os guardas recebem treinamento especial para organizar a travessia de rua dos estudantes nos horários de entrada e saída das aulas. Em 65 destas escolas a Diretran também implantou uma sinalização especial com luz piscante, gradil na calçada, redutor de via e pintura de faixas no asfalto para dar mais segurança aos alunos.

A operação também é feita em 54 instituições particulares, com funcionários próprios das escolas, os "monitores de travessia". Eles são treinados pelo NEC para dar segurança às crianças que atravessam a rua e que embarcam e desembarcam de carros, vans e ônibus escolares.

"Os efeitos positivos da Operação Escola beneficiam toda a comunidade, pois a organização evita transtornos para todos que circulam perto desses estabelecimentos. Os pais e motoristas precisam estar conscientes de que a segurança das crianças está em primeiro lugar, por isso devem receber a orientação dos agentes como uma oportunidade de conhecer melhor e respeitar as leis de trânsito", afirma Adilson Lombardo, um dos especialistas em trânsito do NEC.

Idosos

As ações educativas do NEC não têm restrição de idade. A terceira idade é o novo público-alvo do trabalho de orientação e segurança no trânsito. Com a ajuda de técnicos da Secretaria Municipal de Saúde, eles ajudam os idosos a entender o processo de envelhecimento e a lidar com as limitações de movimento e reflexos, seja na posição de pedestre, motorista e até como passageiro de ônibus. Depois das palestras, eles também se divertem com o teatro de fantoches da Turma do Zequinha, que foi adaptado para a nova platéia.

O objetivo é incentivar os idosos a conversar sobre trânsito. "É um assunto que afeta todo mundo, mas que a gente só lembra de discutir quando alguém conhecido sofre um acidente. Só que prevenção é tudo, especialmente no caso dos idosos", afirma o agente de trânsito Eduílio Sampaio, que junto com a educadora Rosane de Fátima Chiesorin coordena o trabalho educativo para a terceira idade.

Blitze

A equipe do NEC também pode ser vista nas ruas da cidade em datas especiais ou campanhas de conscientização, quando são realizadas as blitze educativas. Na Semana Nacional do Trânsito, em setembro, centenas de motoristas foram abordados pelos agentes educadores para um reforço nas orientações de segurança, como o uso do cinto de segurança, a moderação na velocidade e o respeito ao pedestre. A equipe também participa de todos os grandes eventos organizados da prefeitura, com estandes educativos onde as crianças aprendem com os jogos de trânsito e os adultos recebem informações e tiram dúvidas.

Empresas, escolas e instituições interessadas em incentivar a cidadania no trânsito podem consultar o NEC sobre a possibilidade de agendar palestras e apresentações pelo telefone 3320-3031, em horário comercial.