O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), voltou a defender hoje que não se aprofundem as discussões em relação a um possível processo de impeachment do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Não sou favorável, neste momento, a discutir esta questão do impeachment. Isso pode, inclusive, tirar o foco da investigação", afirmou.

Para Alckmin, o Congresso deve concentrar seus esforços na apuração das denúncias de corrupção. "Agora é aprofundar a investigação, buscando a verdade, a justiça e a punição dos responsáveis."

O governador de São Paulo também voltou a criticar o recente pronunciamento do presidente Lula. "O presidente falou, mas não explicou. Ele está devendo maiores explicações ao povo brasileiro", disse. Alckmin participou, na capital paulista, de um seminário sobre sonegação e carga tributária, realizado pelo Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (Etco).