O número de escolas profissionalizantes públicas dobrou nos últimos dois anos no Paraná. No início de 2003, eram 108 estabelecimentos. Hoje, segundo a Secretaria da Educação, são 215 distribuídos em todas as regiões do Estado. Já o crescimento dos cursos integrados (ensino médio aliado ao profissionalizante) e subsequentes (feitos logo depois do ensino médio) foi maior ainda: de 191 para 405.

Com o aumento das escolas públicas profissionalizantes, mais de 125 municípios paranaenses passaram a contar com esse tipo de ensino. "É iniciativa que ajuda principalmente na geração de empregos, já que muitos jovens não conseguem trabalhar por falta de qualilificação", afirma o secretário Maurício Requião.

Dentre os novos cursos ofertados estão Enfermagem, Meio Ambiente, Administração, Secretariado, Portuário, Florestal, Agroecologia, Informática e Turismo. "São cursos que atendem novos nichos de mercado e que, na maioria dos casos, procuram atender as peculiariedades econômicas das regiões onde funcionam", acrescenta o secretário.

Segundo a chefe do Departamento de Ensino Profissional, Sandra Garcia, algumas escolas ainda não têm todos os professores necessários. No entanto, esclarece, após a seleção dos docentes que estão se inscrevendo para o Processo Seletivo Simplificado (PSS), todos os cursos profissionalizantes estarão em plena atividade", garante.