Dois rapazes foram mortos a tiros no ônibus 335 – Cordovil-Tiradentes – depois que ameaçaram o motorista e os passageiros e fizeram menção de queimar o veículo. A confusão ocorreu na madrugada desta segunda-feira (1.º), depois que um grupo de quatro jovens entrou no ônibus, próximo à Vila do João, no Complexo da Maré.

Os rapazes quebraram janelas e tentaram agredir o motorista do veículo. Eles gritavam palavras de ordem, como "o jogo é trocar tiros com o caveirão", alusão ao carro blindado da Polícia Militar. Quando um deles falou que atearia fogo ao veículo, mesmo sem portar nenhum tipo de combustível, um dos passageiros sacou a arma e disparou contra os rapazes. Dois deles conseguiram fugir. Leonardo Nascimento Vieira, de 18 anos, e outro, identificado apenas como Ronaldo, morreram no local.

Os tiros foram disparados quando o ônibus trafegava pela Avenida Presidente Vargas, próximo à Cidade Nova, no Centro. O passageiro que fez os disparos desceu do ônibus logo depois, no Sambódromo, e fugiu. O caso foi registrado na 4.ª Delegacia de Polícia (Central do Brasil). Parentes de Leonardo disseram na delegacia que os rapazes voltavam de uma festa e não tinham intenção de atear fogo ao ônibus.

Em Niterói, um ônibus foi incendiado na Estrada Caetano Monteiro no bairro Badu. De acordo com a polícia, foi um fato isolado, que não teve a ver com a série de ataques ocorridos nos últimos dias.