O câmbio fechou a segunda-feira (8) em queda, após três pregões consecutivos de alta. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista encerrou a R$ 2,150 com baixa de 0,09%. No mercado interbancário, o dólar comercial caiu 0,05% e encerrou cotado a R$ 2,151.

De acordo com um operador, o dólar está sensível à alta e bem atrelado ao comportamento dos mercados internacionais, por isso, a ligeira piora das Bolsas em Wall Street provocou volatilidade" disse.

Na segunda parte do dia, os preços do petróleo devolveram os ganhos verificados pela manhã e passaram a operar em queda, deprimindo os preços das ações da Petrobras e, por tabela, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Na mínima, o Ibovespa recuou 0,24% a 42.144 pontos.

Em Nova York, as bolsas também passaram a cair no período da tarde em meio a comentários de um integrante do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) de que é cedo para relaxar nas preocupações sobre inflação.