Após subir até 0,50% e ser negociado pelo maior valor do mês, na máxima de R$ 2,963, o dólar mudou de direção e fechou, hoje, em leve queda de 0,13%, cotado a R$ 2,944, interrompendo uma sequência de duas altas. Em uma sessão de poucos negócios, por causa do fechamento do mercado americano em dia de feriado (Dia de Ação de Graças), as cotações passaram a cair devido à venda de divisas atribuída ao banco alemão Deustche Bank.

Segundo o analista do banco holandês Rabobank, Jorge Kattar, a ligeira queda do dólar pode ser considerada como pontual, em uma semana marcada por pressões dos bancos credores da dívida cambial do governo. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)