A ex-apresentadora de televisão Doris Giesse, de 46 anos, que sobreviveu a uma queda ontem do oitavo andar do prédio onde mora em Perdizes, zona oeste de São Paulo, passa bem e pode receber alta na terça do Hospital das Clínicas. "Deus me amparou com suas mãos", expressou Doris hoje a um de seus assessores, Wesley Barros.

Doris teve um trauma na coluna cervical, aparentemente sem seqüelas, e uma fratura exposta no braço, de acordo com a assessoria de imprensa do hospital. Ela está consciente e seu quadro clínico é considerado estável. "Ela costuma subir no parapeito de seu prédio, e nunca tinha acontecido nada", disse Barros ao estadão.com.br. "Aí, quando acontece, ela cai em cima de um teto de zinco", afirmou.

Segundo informou outro assessor da ex-apresentadora, Fagner Carreiro, Doris "escorregou do oitavo andar quando tentava pegar um gato de seus filhos" – ela é mãe dos gêmeos Daniel e Débora, de 10 anos. "Teve uma fratura séria no cotovelo, mas está bem", disse Carreiro. O Corpo de Bombeiros, que resgatou Doris às 11h30 na Rua Apinajés, em Perdizes, havia informado anteriormente que a queda havia sido do sétimo andar.