Fabrice Coffrini/AFP

Sem poder contar com o meia Elano para a partida contra a Holanda pelas quartas de final, na próxima sexta-feira, com Felipe Melo como dúvida e o reserva Ramires suspenso, o técnico Dunga se vê em meio a dificuldades inesperadas na reta final da Copa do Mundo.

A equipe de Dunga se encontra em uma situação delicada. As partidas contra as seleções mais fortes do chamado “Grupo da Morte” (G) e pelas oitavas de final, contra o Chile, causaram problemas, já que tiveram como saldo jogadores suspensos, pendurados com um cartão amarelo e contundidos.

Nesta quarta-feira, o médico da seleção, José Luiz Runco, confirmou que a lesão de Elano é grave. O camisa 7 do Brasil, autor de dois gols na Copa, foi atingido pelo marfinense Tiote no segundo jogo da seleção no torneio (vitória por 3-1) e deixou o campo de maca.

Runco não disse quanto tempo poderá levar a recuperação de Elano.

“Pode durar alguns dias, algumas semanas ou alguns meses”, considerou Runco.

De acordo com Runco, ele sofreu uma lesão no astrágalo, um dos ossos do tarso, que está articulado com a tíbia e o perôneo.

As chances de Elano voltar a jogar ainda na Copa, caso o Brasil avance para as semifinais, são reduzidas, apesar de o atleta ter declarado nesta quarta-feira que mantém as esperanças.

“Estou trabalhando todo dia com o doutor. Estou muito otimista, passei tantas dificuldades em minha vida”, afirmou Elano

Como no jogo contra o Chile, ele será substituído por Daniel Alves.

O médico disse ainda que não tem como avaliar se Felipe Melo e Julio Baptista estarão à disposição de Dunga para o jogo contra a Holanda, sexta-feira em Port Elizabeth.

Os dois se machucaram na partida contra Portugal e o caso de Felipe Melo, titular do time, parece o menos promissor. O camisa 5 foi atingido por Pepe ainda no primeiro tempo do jogo contra os lusitanos e sofreu uma torção no tornozelo esquerdo. Após a vitória de 3-0 sobre o Chile pelas oitavas, Runco avaliou em 40% as chances do volante voltar ao time contra a Holanda.

Para piorar a situação, o substituto de Felipe Melo contra os chilenos, Ramires, recebeu o segundo cartão amarelo e está fora da partida contra a Holanda. Assim, o treinador brasileiro teria suas opções reduzidas a Josué ou Kleberson para a posição.

Mas o médico da seleção afirmou que Felipe Melo será reavaliado diariamente e não descartou completamente o volante do jogo de sexta-feira.

Outro problema do Brasil são os jogadores pendurados com um cartão amarelo: Kaká, Juan, Luís Fabiano e Felipe Melo. Se o Brasil vencer a Holanda e algum deles for advertido, estará fora da semifinal.

O técnico Dunga já reclamou da arbitragem na Copa, que segundo ele pune os jogadores mais técnicos e não apresenta cartões para os que cometem as faltas.

O treinador considerou injusta a expulsão de Kaká contra a Costa do Marfim. O próprio jogador disse que tentaria se policiar, mas acabou recebendo um cartão amarelo contra o Chile.

Após o jogo das oitavas de final, Dunga lembrou que o Brasil perdeu três jogadores por lesões na Copa em consequência de jogadas violentas dos adversários, que às vezes não são punidos como os jogadores da seleção.