Uma equipe da Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas prendeu duas pessoas na quinta-feira (3) em Curitiba, acusadas de enganar pessoas com o golpe do bilhete premiado. De acordo com o delegado Rodrigo Brown, Antonieta Grudin de Góes, 38 anos e Maycon Rogério Giansanti, 21 anos, vendiam falsos bilhetes premiados na região do Terminal do Capão da Imbuia. Desde o início do ano, os policiais da Delegacia prenderam dez pessoas envolvidas com o mesmo golpe.

?A dupla chegava a vender um falso bilhete premiado da quina por R$ 3.500?, disse Brown. Segundo o delegado, os dois costumavam, após os sorteios da loteria, fazer um jogo com o número sorteado no concurso anterior. ?Depois eles levavam as pessoas para uma casa loteria próxima e mostravam o resultado do concurso anterior?, explicou o delegado. ?Nós estamos investigando sempre este tipo de crime. Na semana passada, recebemos a informação desta dupla. Investigamos e os encontramos na hora que aplicavam o golpe perto do Terminal do Capão da Imbuia?, contou Brown.

A dupla foi presa em flagrante pelo crime de estelionato. ?A Antonieta já tem passagem por tráfico de drogas?, disse o delegado. Ele orienta as pessoas a sempre desconfiar de negócios aparentemente vantajosos oferecidos por pessoas desconhecidas. ?Estes golpes são aplicados com muita facilidade porque os bandidos se aproveitam da ignorância e da ganância de algumas pessoas. É bom sempre desconfiar de negócios muito vantajosos?, recomenda.