O volume de negócios gerados pelo sistema de consórcios no Brasil cresceu 36,8% no primeiro trimestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2010, para R$ 18,2 bilhões, de acordo com dados divulgados hoje pela Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac). No mesmo intervalo, as vendas de novas cotas de consórcios aumentaram 25,9%, atingindo 619,1 mil unidades. O desempenho leva em conta os segmentos de veículos automotores em geral (pesados, leves e motos), imóveis, eletroeletrônicos e serviços.

Em março, o número de participantes ativos no sistema somou 4,25 milhões de pessoas, o que indica expansão de 10,7% ante o mesmo mês do ano passado. De janeiro a março, as contemplações aumentaram 10,6%, para 264,5 mil.

Imóveis

As vendas de novas cotas de consórcio de imóveis aumentaram 11,3% no primeiro trimestre do ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, somando 57 mil unidades, de acordo com a Abac. No comparativo mensal foi apurado crescimento constante este ano. Foram 15,6 mil cotas comercializadas em janeiro, 19,6 mil em fevereiro e 21,8 mil em março, atingindo o recorde deste ano.

No mês de março, o valor médio das cotas para a compra de um imóvel subiu 14,3%, para R$ 97,5 mil, ante R$ 85,3 mil um ano antes. No período, o segmento registrava 592 mil participantes, o que revela um aumento de 8,4% em relação a março de 2010. No trimestre, o número de pessoas contempladas neste segmento também cresceu 8,4%, para 19,4 mil pessoas.

Nos 12 meses encerrados em março, 3.820 participantes utilizaram o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para amortizar ou quitar parcelas de consórcios, em um total de R$ 66 milhões.

Veículos

A venda de novas cotas de consórcios de veículos automotores em geral subiu 30,4% nos primeiros três meses deste ano, em comparação com o mesmo período de 2010, segundo a Abac. O número de novos consorciados chegou a 545,6 mil.

Com isso, o total de participantes em consórcios de veículos atingiu 3,57 milhões até março, ante 3,19 milhões em março de 2010, o que representa uma alta de 11,9%. O número de contemplações somou 235,9 mil de janeiro a março, ante 210,6 mil ao longo do mesmo período do ano passado, o que representa um crescimento de 12%.

Considerando apenas motocicletas e motonetas, segmento que responde por cerca de 50% do total de participantes do sistema de consórcios no Brasil, a venda de novas cotas cresceu 19,7% no primeiro trimestre deste ano, somando 336 mil. O número total de participantes chegou a 2,15 milhões no período, uma alta de 5,9%. Em março, as novas cotas vendidas, que somaram 119,5 mil, bateram o recorde histórico.

No segmento de veículos leves, houve 54,3% de crescimento no número de novas adesões no trimestre, na comparação com o mesmo período de 2010. Foram 198,8 mil novas cotas, ante 128,8 mil nos três primeiros meses de 2010. O desempenho de março foi recorde nesse segmento, com a venda de 72 mil novas cotas. No segmento de veículos pesados, as novas cotas tiveram um avanço de 22,5% no primeiro trimestre deste ano ante o primeiro trimestre de 2010, somando 10,9 mil novas adesões.