O primeiro ministro do Japão, Shinzo Abe, afirmou que seu país, o Brasil e a América Latina devem aprofundar seu relacionamento econômico, social e cultural, tendo como foco três princípios comuns: “progredir, liderar e inspirar.” “Vamos aprofundar sem limites as relações do Japão com os países da América Latina”, disse. “A América Latina é o parceiro com quem devemos contar.”

Abe ressaltou que esta estratégia é coerente com a sua política econômica, cujos objetivos são fortalecer as finanças públicas e o setor financeiro, a fim de alavancar o crescimento no Japão. Ele citou que a “terceira flecha” seria elevar de forma expressiva o investimento privado. “O Japão retomou o avanço pujante”, disse.

Shinzo Abe ressaltou que o Japão e a América Latina possuem valores comuns que precisam ser destacados e são dois pontos importantes de identificação: “a busca pela paz, respeito à liberdade e zelo pelos direitos humanos.”

Em palestra no Forum Econômico Brasil e Japão com cerca de 300 empresários, Shinzo Abe lembrou a memória do piloto Ayrton Senna. “Senna, com seu carro com o motor Honda de maneira ousada que atacava as curvas. Suas corridas em Suzuka conquistaram os japoneses”, afirmou. “Ele dizia que os engenheiros da Honra dão tudo para conquistarem seu ideal. E disse que o Japão e os japoneses estão num lugar especial no meu coração.”