Os presidentes dos países do Mercosul e do México deverão assinar no dia 5 de julho, em Buenos Aires, um acordo que abarcará as negociações individuais de cada país do bloco com o governo mexicano para a ampliação do comércio.

O acordo permitirá ao Brasil e ao México pôr em prática os benefícios dos acertos para a redução das tarifas de importação no comércio bilateral, cujas negociações transcorreram ao longo do dia de hoje (11).

Até o início da noite, ambos os lados já haviam encerrado o capítulo sobre o setor automotivo. No capítulo sobre os demais setores produtivos, faltava apenas a conclusão sobre os produtos agrícolas. ?O Brasil quer o acordo. O México também quer o acordo. Há vontade política e há vontade técnica?, afirmou o principal negociador mexicano, Fernando de Mateo, no final da tarde de hoje.