O Ministério de Finanças da Alemanha afirmou hoje que a Grécia não tem uma necessidade urgente de receber a próxima parcela do primeiro pacote internacional de resgate, e pode esperar até meados de dezembro para receber esta sexta tranche, de 8 bilhões de euros.

Falando em uma coletiva de imprensa rotineira, o porta-voz do ministério deixou claro que a sexta parcela do pacote, prevista para meados de novembro, ainda não foi paga. Ele acrescentou que o assunto certamente será discutido no encontro dos ministros de Finanças da União Europeia, que acontece no início da semana que vem em Bruxelas (Bélgica). Um porta-voz da chanceler alemã, Angela Merkel, também disse que os ministros europeus precisam discutir o pagamento da sexta tranche no encontro.

Segundo o porta-voz de Merkel, os líderes europeus e o Fundo Monetário Internacional (FMI) estão discutindo um cronograma para a Grécia implementar as medidas combinadas no pacote de resgate e as decisões adotadas na reunião de cúpula da semana passada. O representante do governo alemão disse ainda que é necessário um prazo concreto para o referendo que a Grécia pretende realizar sobre a aceitação do pacote de ajuda.

“Esta noite em Cannes (na véspera do encontro do G-20), será preciso discutir com o governo grego o cronograma que ele pretende adotar e quais questões constarão no referendo”, afirmou o porta-voz. Ele disse ainda que a Alemanha e a comunidade internacional estão mostrando solidariedade e apoio à Grécia, mas que a Grécia também precisa mostrar responsabilidade com seus parceiros europeus. As informações são da Dow Jones.