As dificuldades criadas pela deflação são tão grandes que as autoridades monetárias precisam conter a maré de pressão de queda nos preços com respostas vigorosas, afirmou hoje o presidente do Federal Reserve (Banco Central norte-americano) de Boston, Eric Rosengren. “Uma política de ajuste gradual da política fiscal de monetária, como fez o Japão depois da primeira deflação, pode não ser efetiva como uma resposta política ativa tomada antes que a deflação tenha controlado a economia”, afirmou Rosengren.

Para a autoridade monetária, se a deflação tomar conta da economia dos EUA vai ser muito difícil de revertê-la. “A proteção contra o risco de deflação pode ser mais barata do que esperar até que ela ocorra para então tentar domá-la”, avaliou Rosengren. “Economias financeiramente frágeis podem ficar particularmente vulneráveis a impactos negativos vindos de medidas de austeridades prematuras.”

O presidente do Fed de Boston passou parte de sua conferência feita no sábado em Boston defendendo que a compra de ativos pelo Fed continua sendo eficaz e que a escala do programa do BC norte-americano pode ser passível de condições prévias assim como o tamanho do programa.